Fluorose Dentária – Uso consciente do Flúor

Hoje existem inúmeros sites e pessoas que afirmam que o flúor é um veneno maléfico. Isso não é verdade, se o flúor for utilizado de maneira consciente, ele previne uma das piores e mais prevalentes doenças do mundo – a cárie. A cárie é mutilante, faz com que as pessoas percam seus dentes precocemente, causando depois uma série de outros problemas bucais, gerais e até sociais. O importante é se proteger contra a cárie, sem exagerar e ficar marcado pela fluorose.

fluorose

A fluorose dentária acontece quando o germe dentário (dente em formação) é exposto a altas concentrações de flúor. Portanto até os 6 anos de idade, o ser humano precisa ser acompanhado pelos pais e pelos dentistas para não haver consumo de flúor exagerado. O excesso de pasta de dente fluoretada ingerida por acidente, a falta de regulação dos níveis de flúor na água de abastecimento e principalmente a desinformação dos pais podem acarretar as características manchas brancas assintomáticas causadas pela fluorose. Geralmente, afetam dentes de maneira simétrica (se um canino superior do lado esquerdo tem a mancha branca, o canino superior do lado direito muitas vezes vai ter também). Essas manchas são internas, já “nascem” com os dentes e não trazem nenhum problema estrutural.

fluorose 3

A fluorose, em alguns casos, pode se apresentar de maneira mais severa com manchas amarronzadas ou com o aspecto de esmalte mais poroso. Tudo vai depender de quantidade e do momento da exposição. Por isso sempre digo aos meus pacientes: flúor é importante, mas deve-se ter muito cuidado, tratá-lo como um remédio.

Siga as dicas abaixo para evitar manchas de fluorose nos dentes dos seus filhos:

  1. Mantenha pastas de dentes fora do alcance das crianças.
  2. As escovações devem ser feitas e supervisionadas pelos pais ou responsáveis SEMPRE até os 7 ou 8 anos de idade.
  3. Usar pasta com flúor em todas as idades. Usar pouquíssima quantidade (ver imagem abaixo)
  4. Levar seus filhos ao dentista (odontopediatra) para avaliação e prevenção.
  5. Amamentar seus filhos por 6 meses ou mais, quando possível. Procurar orientação do dentista se for misturar leite em pó em água fluoretada.
  6. Os pais, munidos de informação séria podem tomar decisões para cada caso. Por exemplo, quem quiser usar pasta de dente sem flúor, pelo menos leve seu filho com mais frequência ao dentista para avaliação e prevenção e tenha certeza que seu município tem água fluoretada. O equilíbrio de medidas vai ser suficiente para prevenir a cárie e evitar fluorose.

quantidade de pasta de dente

1 – De 0 a 3 anos; 2 – De 3 a 7 anos (não sabe cuspir); 3 – acima de 7 anos (sabe cuspir)

E quando as manchas já estão presentes nos dentes? O que fazer? 

fluorose 2

Aí é hora de procurar o cirurgião dentista. Justamente, pelo fato de que o olho “destreinado” do leigo não consegue distinguir uma mancha branca de cárie ou de fluorose. Fazendo a anamnese (avaliação inicial com histórico médico e odontológico) e com o exame clínico, é possível diagnosticar as manchas e assim partir para o tratamento. Lembrando que as manchas brancas podem se confundir com cárie ou com deficiências de esmalte de outras causas.

Muitas manchas de fluorose leve não incomodam esteticamente as pessoas. Nos casos que incomodam, o cirurgião dentista pode optar por várias formas de tratamento como a micro-abrasão, o clareamento, etc.

Um Abraço,

Rafael Fabre Rodrigues e Souza

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *